Bitcoin: a moeda do momento

BitcoinMuita gente já sabe o que é Bitcoin, porém muitos precisam ser alertados que por causa de sua alta volatividade no mercado é importante ter muita cautela quando negociar a moeda. Bitcoin  trata-se de uma moeda digital sujeita à criptografia, também chamada de criptomoeda. Esse conceito surgiu em 2008, quando foi publicado em um jornal por um programador que utilizou do pseudônimo Satoshi Nakamoto, sendo chamado de “sistema eletrônico de pagamento de ponto-a ponto”, conhecido em inglês como peer to peer (P2P).

É por meio de protocolos de código aberto de criptografia que é realizada a criação da moeda bem como a transferência de valores, e essas atividades estão totalmente a parte de qualquer autoridade centralizada. Além do mais, a praticidade é ponto chave, não há necessidade de uma instituição financeira estar envolvida, por meio de um computador é possível transferir uma Bitcoin.

As vantagens da Bitcoin em relação às outras moedas convencionais

Privacidade, segurança garantida, anonimato e nenhum controle de bancos centrais; essas são algumas das características que fazem da Bitcoin uma estratégia extremamente vantajosa. Veja de forma detalhada:

Sem intermediação de instituições financeiras

Ao contrário de boa parte das moedas, a Bitcoin não necessita de nenhum órgão emissor centralizado, como um servidor de um grande banco, por exemplo. As transações são realizadas por meio de um Banco de dados distribuído (BDD) e usa criptografia para oferecer funções básicas de segurança, como certificar que Bitcoins só podem ser usadas pelo dono, evitando gastos duplos.
Outro ponto estratégico é não depender de um processador financeiro como intermediário para realizar transferências. Esse tipo de transação sem intermediários torna revogações impossíveis e, automaticamente, as transações corrompidas ou inválidas são rejeitadas. As transações são praticamente gratuitas, exceto se você optar por dar prioridade ao processamento da transação, pois então haverá uma taxa de transação opcional.

Transferências Anônimas

O anonimato é uma das opções do sistema Bitcoin. Bitcoins podem ser salvas em computadores na forma de um arquivo carteira ou em serviços de carteira provido por terceiros. Em qualquer uma das situações Bitcoins podem ser enviadas pela Internet para qualquer pessoa que tenha um endereço de Bitcoin.

O sistema de envio de ponto-a-ponto e a estrutura da rede Bitcoin, em conjunto com a ausência de uma entidade administradora central, impossibilita que qualquer autoridade, governamental ou não, interfira no valor de Bitcoins ou promova a inflação “imprimindo” mais notas. Porém, caso a procura aumente consideravelmente pode haver o aumento no mercado de câmbio.

Por se tratar de uma rede descentralizada e baseada em envio de ponto-a-ponto, bem como por não haver uma base de dados central, a possibilidade de os fiscais detectarem atividades suspeitas, identificar usuários, obter registros das transações e, consequentemente, iniciar uma ação penal, é baixíssima.

Não há controle de bancos centrais

Possíveis instabilidades é algo que não existe com a Bitcoin, isso porque não há bancos centrais e administradores controlando o valor da Bitcoin. Existe uma inflação limitada e controlada programada no software da Bitcoin, porém é previsível e de conhecimento público. Essa inflação, portanto, não pode ser manipulada para alterar a distribuição de renda entre os usuários.

Bitcoin é aceita como forma de pagamento

Em diversas partes do mundo é possível comprar com a Bitcoin, pois a moeda é aceita para as mais diversas transações online, entre elas compra de bens (roupas, jogos, músicas) e serviços (hotéis, restaurantes).

Muitos comerciantes fazem câmbio entre moedas normais (como, por exemplo, dólares americanos e Yesn Japoneses) e Bitcoins por meio de sites de câmbio. Qualquer um tem acesso à block-chain e pode observar as transações quase em tempo real. Existem vários serviços que facilitam esse monitoramento, mas como os endereços não mencionam informações alguma sobre seus proprietários não seria fácil identificar quem mandou e quem recebeu as moedas.