Warning: session_start(): open(/tmp/sess_5e608e159c07529e392d9805420c7986, O_RDWR) failed: No space left on device (28) in /var/sites/s/sociedadeinternacional.com/public_html/wp-content/plugins/global-content-blocks/global-content-blocks.php on line 302

Warning: session_start(): Failed to read session data: files (path: ) in /var/sites/s/sociedadeinternacional.com/public_html/wp-content/plugins/global-content-blocks/global-content-blocks.php on line 302
Negócios em Dubai e Etiqueta Empresarial

Dicas de Etiqueta Empresarial para fazer negócios em Dubai

Negocios em Dubai

Você está pensando em começar ou fazer negócios em Dubai? Ótima escolha! Dubai é considerada a cidade ideal para negócios no Oriente Médio, com enormes vantagens nas áreas de logística, com opções políticas gratuitas e atraentes de importação e exportação. Existem regras de etiqueta de negócios a serem seguidas pelos estrangeiros que fazem negócios em Dubai, evitando perturbar os moradores em local de trabalho. Aqui estão 5 dicas para fazer negócios em Dubai:

1. Os dias de trabalho e horas são diferentes de outras partes do mundo:

O dia de folga oficial em Dubai é sexta-feira, mas a maioria do setor multinacional também folga no sábado. Geralmente, o horário de expediente começa a partir das 08h30 ou 9h até 17h30 ou 18h. Durante o Ramadã, as horas de trabalho entre os meses de junho e julho são legalmente reduzidas para 6 horas. Mas algumas empresas dão folga somente para os muçulmanos, pois eles jejuam durante o dia. Por isso, não é aconselhável marcar reuniões ou visitar empresas após as 13h no mês de Ramadan.

2. Roupas formais são de extrema importância:

A maioria dos homens em Dubai usa um manto branco até os tornozelos, conhecido como Dish-Dasha e um pano de cabeça conhecido como Gutra. Muitas mulheres locais vestem um roupão até o chão conhecido como Abaya, que as cobre da cabeça aos pés e muitas vezes até mesmo o rosto, exceto os olhos. Vestuário de trabalho em Dubai tende a ser bastante formal para os estrangeiros que estão temporariamente a negócios, são personalizados com calças, saias, camisas de colarinho e jaquetas (ternos). Essa é a norma. As mulheres devem vestir-se modestamente / conservadora, cobrindo os ombros, braços e joelhos. As mulheres não devem usar saias curtas e roupas degotadas quando estão a negócios. Isso é extremamente importante durante o Ramadã. Se você estiver viajando para a região central de Dubai, adquira o traje tradicional.

3. Planeje-se cuidadosamente para reuniões de negócios:

Não organize compromissos nas sextas-feiras, pois é o dia muçulmano de oração e descanso. Aperto de mão é padrão no mundo dos negócios. Muitos homens e mulheres em Dubai não vão apertar a mão do sexo oposto; espere que alguém estenda a mão primeiro, para depois retribuir o gesto. No lugar de um aperto de mão, você pode colocar sua mão direita sobre o coração. Os cartões são essenciais; sempre leve uma pequena pilha com você. Eles geralmente são entregues no início da reunião, após uma saudação formal. Finalmente, pense sobre o que você vai falar. Enquanto a conversa flui casualmente, durante uma reunião, não escolha temas sobre a cultura Árabe em público, pois isso possivelmente será visto como um insulto. Tenha cuidado especial ao discutir religião e política, pois estes tendem a ser assuntos sensíveis. Próximos projetos e desenvolvimentos locais tendem a ser assuntos mais seguros para uma conversa.

4. Seja mais sensível às leis religiosas durante o mês sagrado do Ramadã:

O Ramadã é o mês sagrado da religião Islã e cai entre junho e julho, na maioria dos anos. Os muçulmanos jejuam durante o dia e concentram suas atividades em oração, jejum e caridade. Você deve ser especialmente vigilante das leis durante este tempo, pois a polícia religiosa tende a ser menos tolerante durante este tempo. Demonstrações públicas de afeto, de vestir, beber, comer, ou até mesmo ser visto acompanhado com uma mulher local (se você é um homem estrangeiro) em público durante as horas de jejum será certamente notado e pode levar a uma prisão de pena leve.

5. Não se esqueça da etiqueta ao sair:

Dubai pode parecer muito mais moderno do que outros países do Oriente Médio, mas ainda há comportamentos que temos em nossos países ocidentais que não são aceitáveis lá. Nudez ou topless é absolutamente proibido em praias locais ou em quaisquer outras áreas públicas. Estar bêbado em público também é desaprovado e você pode acabar atrás das grades. Em geral, a lei favorece os moradores para evitar entrar em brigas com as pessoas locais.

Por que essas dicas são tão valiosas?

Em tempos em que a busca pelas melhores condições de investimento é algo constante, uma opção que tem se mostrado extremamente vantajosa para empresários é a Zona Franca de Comércio, estruturada justamente para facilitar o comércio internacional. As mais cobiçadas estão localizadas no Oriente Médio, portanto, as dicas estabelecidas anteriormente são essenciais para que os negócios fluam conforme planejado, sem precisar lidar com imprevistos que poderiam ter sido evitados.

Entenda como funciona uma Zona Franca Comércio

A zona de livre comércio, também conhecida como uma zona de processamento de exportação, é uma área especialmente designada dentro de um país que está isento de certos regulamentos em matéria de fiscalidade e comércio. Estas áreas são criadas para promover e facilitar o comércio internacional e, como tal, elas geralmente estão localizados perto da porta de entrada de um país (portos e aeroportos são locais favoritos para as zonas francas em todo o mundo).

Operando dentro da zona de livre comércio de um país, tanto os importadores quanto e exportadores podem experimentar vários benefícios econômicos, tais como o adiamento ou a completa eliminação dos direitos aduaneiros, isenção de alguns tributos e alívio tarifário invertido. As zonas francas também oferecem benefícios operacionais, como o armazenamento por tempo indeterminado, maior segurança e seguros sobre mercadorias, bem como o acesso à tecnologia de ponta, instalações operacionais e de infraestrutura.

Esses benefícios fazem das zonas de livre comércio opções atraentes para empresas de diversos setores e com diferentes níveis de capital. Como tal, as empresas que se instalam operações nestas zonas variam de pequenas empresas privadas, para grandes corporações multinacionais.

Algumas das mais populares zonas de livre comércio estão no Oriente Médio, em particular nos Emirados Árabes . Os investidores estrangeiros têm demonstrado especial entusiasmo em registrar-se em uma das muitas zonas francas de Dubai, como o Centro Financeiro Internacional, Cidade Industrial, Aeroporto Free Zone, o Media City, e a Internet City. Estas áreas livres permitem 100% de propriedade estrangeira e são isentas de impostos, enquanto que as empresas que são criadas fora das zonas francas são permitidas um máximo de 49% de propriedade estrangeira e normalmente requerem patrocinadores locais.

Como as zonas francas são muitas vezes vistas como ferramentas para o desenvolvimento econômico, é comum que elas estejam localizadas em áreas relativamente subdesenvolvidas. A lógica é que estas zonas atrairão empresas e investimentos, e, posteriormente, fornecerão oportunidades de emprego para as comunidades do entorno.

Aqueles que procuram estruturar suas empresas em determinados países, beneficiando-se ao mesmo tempo de taxas de imposto mais baixas e regulamentos preferenciais, uma boa opção é examinar a possibilidade de criar as suas empresas em uma zona franca.

Aviso legal
A partir de maio de 2016, conforme noticiado no sítio da Receita Federal Brasileira, em 29/04/2016, uma instrução normativa passou a exigir a identificação do beneficiário final das empresas nacionais e estrangeiras que vierem de alguma forma operar no Brasil. Ressaltamos que na data de publicação desse  artigo não integrava as exigências do fisco a necessidade de identificar os beneficiários finais. Como salientado ininterruptamente nos materiais produzidos por Sociedade Internacional, as estruturas jurídicas no exterior que são formadas corretamente e declaradas junto à Receita Federal não abrem lacunas para ilegalidades perante à legislação brasileira. Enfatizamos que o anonimato do sócio e diretor da empresa permanece como um direito garantido em lei e costuma ser utilizado principalmente para a proteção das pretensões pecuniárias.

Entre em contato conosco aqui para uma consulta gratuita via Skype, WhatsApp, telefone ou via e-mail, com duração de 30 minutos.

Você gostou desse artigo? Assine para receber nossos artigos gratuitos no futuro e entrar no caminho da diversificação internacional hoje!

Privacidade é o nosso lema. Seu e-mail fica 100% seguro conosco.